Os filhos da terra – Parte 1 de 5

1. Ayla – a filha das cavernas

Você consegue imaginar como era a terra, há muitos, muitos anos? Numa época em que grande parte do planeta era coberta de gelo e em que Homo sapiens – que deram origem a nós – coexistiram com neandertais? Consegue imaginar como eles se comportavam, como viviam e se comunicavam? O que comiam, como caçavam e como se locomoviam?

A discussão se os neandertais são ou não humanos é extensa, mas é certo que todos nós temos traços neandertais e que Homo sapiens e neandertais conviveram e se misturaram. Mas isso também é tema para outro post

A difícil tarefa foi muito bem executada por Jean M. Auel. Mas ela não apenas imaginou como esse ambiente seria. Depois de anos de pesquisas arquelógicas e históricas, de visitar muitas bibliotecas e conversar com diversos pesquisadores, Jean conseguiu transformar o que seriam páginas e mais páginas de tediosas pesquisas em um ótimo romance ambientado na Europa pré histórica.

É possível que, ao romancear a coexistência entre Homo sapiens e neandertais – através da história da pequena Ayla, representante dos Homo sapiens, que perde sua família num terremoto e é adotada por um clã de neandertais – Jean M. Auel tenha cometido alguma incoerência histórica. Mas acho improvável. Tudo é tão descrito nos mínimos detalhes que é difícil acreditar que haja ali alguma incoerência.

O melhor é a maneira como isso é feito. A autora não para para (ai, nova reforma ortográfica, assim você me mata) simplesmente descrever como os neandertais eram mais baixos e fortes, como eles não se comunicavam verbalmente ou como seus utensílios eram mais simples e menos detalhados. Essas coisas você vai descobrindo com o decorrer da história e da convivência de Ayla com o clã – como eles são chamados no livro.

Ayla – A filha das cavernas, é o primeiro volume de cinco da saga Os filhos da terra. Nesse primeiro livro, vemos como acontece a adaptação de Ayla no meio dessas pessoas – e aqui existe uma grande discussão para definir se os neandertais podem ou não serem chamados assim – e presenciamos de perto como eles viviam, como eram seus rituais e sua hierarquia.

No final do livro, algo acontece e Ayla tem que partir. E é no volume seguinte, O vale dos Cavalos, que conhecemos um pouco melhor a paisagem da Europa pré-histórica e o como Ayla vai se virar, sozinha, nesse cenário. Mas isso é assunto para outro post…

Continua…

Quem? Jean M. Auel

O que? Ayla – a filha das cavernas

Quando? A edição que eu li, da best bolso, é de 2008, mas não recomendo muito. É cheeeio de erros de digitação e similares! Já a primeira edição do livro foi lançada em 1980.

Páginas? 613

Anúncios

Um comentário sobre “Os filhos da terra – Parte 1 de 5

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s